segunda-feira, 30 de maio de 2016

Polícia de MS investiga suspeito de sequestrar e estuprar ex-mulher

Vítima disse que ele tentou matá-la em acidente de carro em Aquidauana.
Homem está preso e pode ser condenado a mais de 20 anos de prisão.



A Polícia Civil investiga o caso de uma mulher que teria sido vítima de sequestro, estupro e tentativa feminicídio pelo ex-companheiro em Aquidauana, a 131 quilômetros de Campo Grande. O homem foi preso na sexta-feira (27) e admitiu ter tido relação sexual com a vítima, mas negou os crimes denunciados pela ex-mulher.
A prisão foi depois de a vítima procurar ajuda médica no hospital da cidade e denunciar os crimes para a polícia. O caso teria ocorrido entre a noite de quinta-feira (26) e a madrugada de sexta.

Ao G1, o delegado titular da 1ª delegacia, Eder Oliveira Moraes, informou nesta segunda-feira (30) que o inquérito já foi fechado e faltam apenas laudos do IML que apuram o estupro. Ela também acusa o ex-companheiro de tentar matá-la em acidente de carro. Porém, o suspeito alega que perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore.

O homem está no presídio do município e pode responder por feminicídio na forma tentada, ameaça, cárcere privado, estupro e posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Ele pode ser condenado a mais de 20 anos de prisão.

A mulher ainda contou aos policiais que, como saiu ilesa do acidente, o homem desceu do veículo e a agrediu com socos, chutes e enforcamentos até ficar inconsciente. Em seguida, acordou nua com o suspeito sem roupas tentando praticar relação sexual sem seu consentimento.Caso
Segundo relato da vítima para a polícia, ela chegava à rodoviária da cidade quando foi surpreendida pelo suspeito que estaria embriagado e transtornado. Neste momento, ele a obrigou entrar em um carro e a levou para uma região deserta. Durante o trajeto teria dito que ia matá-la e bateu o veículo propositalmente contra uma árvore, conforme o relato.

Na sequência, foi levada para a casa do suspeito, onde ela continuou sendo ameaçada e resolveu acalmá-lo dizendo que reataria o relacionamento.
Ao perceber que o homem havia dormido, a mulher fugiu da casa e buscou ajuda médica no hospital da cidade. Lá, ela descobriu que estava com o rosto fraturado e com inúmeros hematomas. A mulher denunciou o caso na delegacia e o suspeito foi encontrado tentando se esconder na residência de conhecidos, segundo a Polícia Civil.
Policiais deram voz de prisão ao homem e o levaram para a delegacia da cidade. Durante as buscas, eles ainda encontraram munições calibre 32 e 38 que pertencem ao suspeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário